quarta-feira, 27 de março de 2013

CARA DE PAU!


Não foi a primeira vez que vi o radialista mais conhecido como “aqui ta raso, aqui ta fundo" que gosta de pedir uma galinhazinha aos seus ouvintes pela manhã gosta muito de inventar que tem um operador que chama de "negão" agora passou dos limites, um pobre coitado vendedor de milho verde, aipim e laranja não se livra dele, todos os dias passa frente ao banco Itaú no jardim carioca e faz a feira, quando não esta em seu carro de som, e de motocicleta. O cara fica esperando o trabalhador sacrificado encher a sacola com milho verde, laranja etc. O cidadão já foi convencido a fazer propaganda em seu carro de som de sua camionete velha que utiliza como barraca. Que coisa feia, o sacrificado agricultor não aquenta mais o BIZI do cidadão. Vergonha cara.
  Desta vez não vou falar o nome, mas se ver de novo "explorando" esse pobre homem que trabalha com a família vou dizer aqui, e não adiante desmentir pôs ontem você estava de moto paradinho a traz do trailer amarelo e saiu com três sacolas cheias. Sei que o Bizi e uma "cultura" nefasta no meio radiofônico, agora de um pobre vendedor de milho verde e de mais.

4 comentários:

  1. Franco Xavier ( O CRÍTICO )27 de março de 2013 13:34

    Ele teve boms professores TUDO PIDÃO....um absurdo, ridículo.

    ResponderExcluir
  2. O MOITA :) E TODOS28 de março de 2013 12:34

    E precisa dar o nome ???????? Só tem um operador que puxa de uma perna.....rsrrsrsrrrs

    ResponderExcluir
  3. Os três patrões fazem isso O genro de um dos três, na Continental também. É humilhante isso. O pior, é que eles acham normal, engraçado. Na Absoluta o Marquinho faz isso todo dia e o irmão Nelinho dá bronca nele. mas, é diferente, é engraçado pois, o Marquinho aventura, é gordinho e não pode comer um monte de coisas daí, o irmão Nelinho (todo sem graça) dá bronca no ar no seu colega. Eu morro de rir. Mas notem, eles não "recolhem a sacolinha" da feira. São casos distintos.

    ResponderExcluir

ESTE BLOG TEM O DIREITO DE RECUSAR COMENTÁRIOS OFENSIVOS.